Logo AFL
Associação de Futebol de Lisboa
banner

Galeria de fotos

O primeiro seleccionador Futebol Feminino AFL visita o Museu

19.08.2015 Diamantino Barata Baptista, 77 anos de idade, muito bem conservados, lisboeta (nasceu na Freguesia de Campolide, em 15 de Setembro de 1937), apaixonado convicto do futebol, especialmente o feminino, onde dedicou muitos anos da sua vida desportiva, acedeu a visitar o Museu da centenária Associação de Futebol de Lisboa, acontecimento que hoje se verificou.

A sua devoção à actividade remonta a muitos anos antes da sua presença e frequência com aproveitamento no I Curso de Técnicos Distritais de Futebol, promovido pela Associação de Futebol de Lisboa, na época 1985/1986, com a participação de 178 candidatos (!).

Depois foi um contínuo e brilhante percurso até 1997, quando terminou a carreira de Treinador, depois de 30 anos de dinamismo, entusiasmo e empenho, contínuo e profícuo, passeando a sua classe e saberes por alguns clubes filiados na AFL e estrangeiros, nas duas vertentes (masculino e feminino), nomeadamente no Sport Lisboa e Benfica (futebol de salão, primórdios do Futsal), Grupo Desportivo Elevadores Fortis, Grupo Desportivo e Cultural dos Trabalhadores da Fidelidade, Sporting Clube de Portugal, União Desportiva da Ponte de Frielas, Clube Desportivo de Belas, Grupo Desportivo Terras da Costa, Odivelas Futebol Clube, Grupo Desportivo Velense (Açores), Centro Cultural e Desportivo dos Trabalhadores do Banco Português do Atlântico e em Inglaterra, no Clube Desportivo Cultural Português de Londres.

Registe-se que foi da sua responsabilidade a conquista do primeiro título de campeão de futebol na AFL feminino sénior (equipa da Fortis), assim como no futebol de 7, pelo Ponte de Frielas.

Mais adiantamos que Diamantino Baptista percorreu demoradamente as instalações do Museu, ouviu atentamente as histórias de cada troféu e da própria Associação, mas perante o espaço do futebol feminino a sua concentração foi total e saudosamente salutar. Ver imagens de 1982, com todo o plantel que, como Seleccionador, esteve ao seu dispor sem esquecer os colegas que o acompanharam na equipa, incluindo o famoso e idolatrado Eusébio da Silva Ferreira, treinador da equipa. Diamantino Baptista deixou significativa mensagem no livro de honra desta casa.

Na última fotografia está a primeira selecção lisboeta que defrontou e venceu no Estádio do Restelo, em Lisboa, no dia 9 de Outubro de 1982, a sua congénere da Associação de Futebol de Setúbal por 5-1 (com 2-0 ao intervalo), com golos de Dina (2), Ana Torres (2) e Anabela Santos. Eis quem posou para o futuro:

De pé, António José da Silva (dirigente), António Fernando Alves Fortunato (treinador-adjunto), Ana Cristina dos Santos Correia Lagoas, Ana Maria Oliveira Torres Rodrigues, Ondina da Conceição Serra Marcos (Dina), Angelina Maria Eleutério Miranda, Margarida Maria Batista Guerra, Graça Maria Matias dos Santos, Arminda Rosa Natalina Patrício, Estefânia Marinela Rodrigues Batista (Zuta) e Diamantino Barata Baptista (seleccionador).

Primeiro plano, Anabela Maria Marques dos Santos, Aldina Maria Alves dos Santos, Rosa Maria dos Santos Alves, Paula Maria Lampreia Pereira Pimenta (Russa), Maria Isabel Martins da Silva, Maria Gabriela Quaresma (Gabi), Maria Carlos Leal Elisiário (Miká) e Anabela Mariano Teixeira.

 

Estas atletas representavam os seguintes clubes: Grupo Desportivo do Centro Social, Recreativo e Cultural de Maceira, Grupo Desportivo Elevadores Fortis, Parede Futebol Clube, Sport União Sintrense, Sporting Recreativo Clube de Alapraia e União Desportiva, Recreativa e Cultural de Sarge.

Entretanto, o Museu da Associação de Futebol de Lisboa na senda do simples reconhecimento por todos aqueles que, através dos tempos, devota e graciosamente a serviram com esmero, dignidade e rigor, continua a convidar gradas figuras que tanto estima e respeita virem até nós para admirarem o maravilhoso espólio que está em exposição permanente e tomarem conhecimento do rico historial desta casa, com os seus inúmeros e fantásticos episódios, para os quais muito contribuíram, que resultam dos cento e quatro anos da sua existência sempre em prol do desporto-rei, da justiça e da verdade.

foto1


foto2


foto3


foto4


foto5


foto6


foto7


foto8


foto9


foto10


foto11


foto12


foto13


foto14


foto15


foto16


foto17


foto18


foto19